Sem categoria

2015 - retrospectiva OMB

Em 2015 a OMB seguiu com seu objetivo de difundir o sistema Montessori e promoveu diversos encontros e cursos.  E como o ano está chegando ao fim, a equipe do site da Organização Montessori do Brasil resolveu fazer um balanço do que aconteceu e já projetar algumas ações para 2016. Para isso, nada melhor do que entrevistar a presidente da OMB, Sonia Maria Braga. Confira!

 

Quais as ações realizadas pela OMB junto às escolas associadas em 2015 que você destacaria?

Em 2015 a OMB pode desenvolver vário projetos importantes. Em abril o 2o Encontro de Diretores Associados, realizado em Balneário Camboriú, onde 22 diretores e coordenadores de escolas Montessori do Brasil puderam estudar, trocar ideias, renovar conceitos sobre a estrutura da sala de aula Montessori, sobre a importância da Vida Prática, seu lado lúdico.

Em setembro, realizou-se o VIII Encontro Nacional de Educadores Montessorianos, em Juiz de Fora, onde a OMB reuniu mais de 130 educadores, distribuídos em seis oficinas práticas. Nesse Encontro pode ser retomado o Encontro de Coordenadores, momento muito importante para esse profissional valioso na escola.

Também em setembro, a OMB, em parceria com a Editora Comenius, lançou mais uma tradução de livro inédito em português, da Dra. Maria Montessori: Educação para um Novo Mundo. Consideramos que a tradução e publicação de obras da Dra. Montessori seja uma das mais importantes metas da OMB, uma vez que esse trabalho possibilita o aprofundamento dos estudos e consequente enriquecimento do trabalho desenvolvido pelas escolas Montessori do Brasil.

Em novembro, a OMB, representada pela Profa. Carla Ramires, da Comissão Científica e eu, Sonia Maria Braga, como Presidente da OMB, visitamos algumas escolas municipais no Rio Grande do Sul, que estão tendo seus trabalhos inspirados em Montessori. Foi uma viagem de estudo e observação muito importante, pois nos fez acreditar que há professores com bastante desejo de oferecerem uma educação com qualidade, independentemente de atuarem em espaços privados ou públicos. E, acima de tudo, que as ideias corretas de Montessori estão se espalhando pelo país. E temos que agradecer ao empenho da Profa. Carla Ramires, com algumas colaborações de outros montessorianos, como o Prof. Sergio Murilo Portela (S.C.) que está à frente desse trabalho de capacitação e orientação junto a esse grupo, que podemos considerar “pioneiro” no Brasil.

No mês de dezembro a OMB esteve em Brasília, representada pela Professora Talita de Almeida (Comissão Científica) e por mim, visitando a escola Montessoriana Educação Infantil, que sediará o IX Encontro Nacional de Educadores Montessorianos, em setembro de 2016.  O objetivo da visita foi conhecer de perto as instalações oferecidas pela escola, para a adequação do que será oferecido aos participantes do próximo Encontro.

 

No início do ano foram oferecidos cursos de formação para os profissionais da área. Qual a importância dessas atividades para o fortalecimento da entidade? E em 2016 vão acontecer outros cursos desse tipo?

O importante da existência desses cursos de formação Montessori é, em primeiro lugar, para a qualificação cada vez maior dos profissionais de educação, pois muitos que participam desses cursos levam as experiências adquiridas até mesmo para escolas não montessorianas, mudando, portanto, o perfil dessas escolas. Vejamos os exemplos visitados por nós no Rio Grande do Sul. Os profissionais que já atuam em escolas Montessori aprimoram suas ações, aprofundam seus conhecimentos, levam melhorias significativas para suas salas de aula. Para a OMB esses cursos são importantes pois verificamos que a preocupação em investimentos pessoais e institucionais na qualificação dos professores vem crescendo.

 

Esse ano aconteceu em Juiz de Fora o VIII Encontro de Educadores Montessorianos, o que você destaca desse evento?

Podemos ressaltar o crescimento do interesse despertado nos profissionais montessorianos pelos Encontros.  A alegria de poderem compartilhar ideias e ideais nos dias em que estão reunidos é patente. É sempre uma oportunidade de conhecer outras escolas pelo Brasil, aproximando professores e diretores de todo o país. E a chegada de novas escolas associadas à OMB também é um fato que deve ser destacado. No caso de Juiz de Fora, três novas escolas passaram a participar do quadro de associados. E esperamos que mais escolas que adotam Montessori desejem fazer parte do quadro de associados, possibilitando o enriquecimento os trabalhos que poderemos desenvolver.

 

Quais são os principais projetos e eventos da OMB para 2016?

Em março estaremos participando do Congresso promovido pela American Montessori Society, em Chicago, levando o nome da OMB. Uma das associadas à OMB, a Profa. Paige Geiger apresentará um painel sobre o movimento Montessori no Brasil. Já temos marcados o Encontro de Diretores e Associados, para abril, e o IX Encontro Nacional de Educadores Montessorianos, em setembro.

Teremos também o relançamento de dois livros físicos: “Para Educar o Potencial Humano” e “A Educação e a Paz”, numa parceria com a Editora Papirus, já nos primeiros meses de 2016. Estamos cuidando também da tradução de textos inéditos, para que mais material de estudo se torne acessível a todos os interessados no Sistema Montessori.

 

O que não deu certo em 2015 que precisa melhorar para o próximo  ano?

Não diria que “não deu certo”, mas considero que podemos aprimorar o Encontro de Diretores Associados. Precisamos de mais tempo para que os estudos sejam mais profundos. Percebemos que muitas são as dúvidas de alguns diretores, e é importante que ofereçamos oportunidades para que todos saiam dos encontros mais fortalecidos para o dia-a-dia em suas escolas, e que cada vez mais o Montessori se torne autêntico em todos os cantos do Brasil.